Data: 29/07/2019 Tempo: 03min de leitura Categoria: Cidade Criativa Visualizações: 139 visualizações
Por: Observatório da Gastronomia

O segundo e último dia do Circuito Gastronômico promovido pela Prefeitura de Belém, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém (Codem), lotou a praça Matriz, no distrito de Mosqueiro, na tarde e noite de sábado, 27.

Esta edição do Circuito, realizado pela primeira vez na ilha, escolheu a melhor tapioca do distrito. Concorreram ao título mais de 11 tapioqueiras que trabalham na tapiocaria da praça Matriz, e todas prepararam sabores especiais e inéditos para participar do concurso. Antes do resultado, as tapioqueiras receberam das mãos do presidente da Codem, Danilo Soares, e da reitora da Universidade da Amazônia (Unama), Betânia Fidalgo, certificados de qualificação. As participantes passaram por um curso de qualificação em empreendedorismo promovido pelo curso de Gastronomia da Unama, em parceria com a Codem.

Destaques – Entre os mais diversos pratos produzidos com toques especiais, três se destacaram e foram escolhidos como as melhores tapiocas de Mosqueiro. Duas ficaram empatadas por meio do votos populares, depositados nas urnas que ficaram espalhadas durante os dias do circuito, e a outra foi escolhida por chefs que experimentaram cada prato e deram suas notas.

Eleitas pelo voto popular, as tapioqueiras Michele e Cirene ficaram empatadas na apuração e dividiram a conquista. Criadora da tapioca Gomes de Sá, recheada com bacalhau e molho branco, Michele Araújo não escondeu a alegria de ter conquistado o título e os clientes. “Estou muito feliz. Esta foi a minha primeira participação em concurso e mostramos que temos uma das melhores tapiocas da região“, vibrou Michele.

E com mais de 50 anos trabalhando com a venda de tapioca, Cirene Barbosa ficou emocionada ao ser eleita a melhor receita com o prato Casado Brasileiro, que é uma tapioca feita com bacalhau e molho de camarão. “Estou honrada por ter vencido junto com a minha colega. Fomos eleitas pelo público e é por conta dele que procuramos melhorar, cada vez mais”, disse.

Já a tapioca Sabor da Ilha, que misturou ingredientes regionais, como jambu, camarão e tucupi, foi eleita a melhor pelos três chefs convidados, Ângela Sicilia, Rubão e Herlander Andrade. “O mais importante foi ver como os nossos ingredientes regionais foram tão bem utilizados. Elas transformaram os pratos em uma verdadeira refeição“, comentou Ângela, chef do restaurante Famiglia Sicilia, em Belém.

Para Monique Félix, criadora do prato, a conquista tem que ser muita comemorada. “Foi todo um processo. Participei do curso, pesquisei e montei o prato e, ouvir de chefs renomados que a tapioca está deliciosa, não existe sensação melhor”, destacou, entusiasmada.

As três vencedoras irão participar de outras edições do Circuito Gastronômico, apresentado os pratos vencedores do concurso.

Atrações – Além do concurso da Melhor Tapioca de Mosqueiro, o último dia do evento, que teve início na sexta-feira, 26, contou com diversos restaurantes convidados, que ofereceram seus pratos a preços populares e com shows do cantor Mahrco Monteiro e do grupo de carimbó do mestre Venâncio.

A professora Nancy Nascimento, de 56 anos, fez questão de provar o bolinho de pato, uma das atrações do restaurante Quitanda Bolonha. “Nunca tinha provado esse bolinho e o achei maravilhoso. A Prefeitura está de parabéns por valorizar a nossa cultura gastronômica“, comentou a professora.

Gastronomia – O Circuito Gastronômico em Mosqueiro dá continuidade aos eventos realizados pela Prefeitura de Belém, desde 2015, quando a capital paraense recebeu o título de Cidade Criativa da Gastronomia, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que promove uma agenda de eventos voltada à gastronomia em níveis locais, nacionais e internacionais.

De acordo com o presidente da Codem, Danilo Soares, o balanço do evento foi positivo. “O Circuito é uma forma de gerar desenvolvimento e lazer alternativo em todos os locais de Belém, levando à qualificação profissional com novas formas de preparo, de segurança alimentar e empreendedorismo”, explicou.

O titular da Codem anunciou, ainda, outras edições do Circuito Gastronômico, já para o mês de agosto. “Queremos contemplar vários locais do município de Belém, e assim, teremos mais uma edição no Mercado de Carne, em Belém, e, também, uma na ilha do Combu”, adiantou Danilo.

Agência Belém – Você ficou com alguma dúvida ou tem sugestões para enviar à Agência Belém? Entre em contato conosco pelo nosso canal de divulgação das principais ações do município pelo número (91) 98027-0629. Aguardamos sua mensagem.

Texto: Victor Miranda
Fonte: Agência Belém
Imagem: Divulgação

Também pode
te interessar:

Produtores catarinenses recebem Selo Arte em mel silvestre e melato de bracatinga
Data: 19/10/2021 Tempo: 03min Categoria: Cadeia Produtiva

Produtores catarinenses recebem Selo Arte em mel silvestre e melato de bracatinga

Em atividade desde 1983, o apiário São Braz recebeu o Selo Arte para dois de seus produtos. Desta forma, está apto a

Observatório Indica
Data: 15/10/2021 Tempo: 17min Categoria: Atualidade

Observatório Indica

Uma seleção de conteúdo cultural, técnico e/ou científico sobre o universo da Gastronomia e Alimentação Seleção

Festival Enchefs: conheça os selecionados na etapa catarinense
Data: 05/10/2021 Tempo: 01min Categoria: Gastronomia

Festival Enchefs: conheça os selecionados na etapa catarinense

Entre os dias 30 de setembro e 1º de outubro, a cozinha da Faculdade Senac Florianópolis foi o palco da maior disputa