Data: 06/01/2022 Tempo: 04min de leitura Categoria: Atualidade Visualizações: 304 visualizações
Por: Nathália Bernardinetti

Em dezembro de 2021 foi escolhido o novo embaixador da gastronomia catarinense, o chef Pedro Rebollo. A cerimônia do Prêmio Dólmã aconteceu entre os dias 01 e 04 de dezembro, em Belém do Pará. Pedro participou da seletiva estadual, realizada em outubro de 2021 na Faculdade Senac Florianópolis, disputando com mais nove candidatos estaduais uma vaga para a final. Organizada pela chef e embaixadora catarinense Janete Borges, a seletiva estadual contou com apresentação de pratos autorais dos candidatos e candidatas para jurados especializados da área.

Janete Borges, Embaixadora e Organizadora do Festival Enchefs SC com os selecionados na etapa estadual, Rafael Mastela (esq.) e Pedro Rebollo (dir.) na final do Prêmio Dólmã. Crédito: Acervo pessoal

Abaixo, Pedro Rebollo contou sobre sua trajetória na gastronomia, sua experiência na premiação e sua visão da gastronomia catarinense.

Como foi sua trajetória na gastronomia?

Comecei cozinhando desde pequeno com minha mãe, somos uma família de 5 irmãos, e era café, almoço e jantar para sete pessoas todos os dias, já era um evento a cada refeição. Aos 16 anos de idade comecei a trabalhar em um restaurante no Campeche, onde morávamos. Aos 18 anos fui morar na França, onde estudei, trabalhei e aprendi que a cozinha era realmente meu lugar. De volta ao Brasil, comecei a trabalhar em eventos, cozinhei muitos anos no Centro Sul (Centro de Convenções em Florianópolis), em hotéis e restaurantes da cidade, também morei na Argentina e Uruguai, onde trabalhei e fiz cursos de Massas, Molhos e Enologia. Hoje tenho uma empresa, a Casa Grão Floripa com minha esposa que também é chef, fazemos eventos de pequeno porte, onde servimos paellas, feijoadas e temos uma versão do prato vencedor do Enchefs Santa Catarina 2021, o Sorrentino D’Oro. Também trabalho para uma empresa de Florianópolis, onde chefio a cozinha para eventos em geral.

Prato do 1º Lugar: Sorrentino de camarão trufado, por chef Pedro Rebollo. Crédito: Vanessa Alves

Como foi a experiência no Pará, encontrando e conhecendo chefs de todos os estados?

Poder estar em Belém do Pará foi uma experiência única, conhecer mais da nossa cultura, sabores e lugares que estão no mesmo país e são tão diferentes, provar o original Tacacá, o Açaí com peixe e passear pelo Mercado Ver-o-Peso, que mesmo sendo um lugar simples possui tanta riqueza é algo que vou levar comigo para sempre. Outra riqueza que trouxe comigo, foi conhecer tantos grandes Chefs e ouvir tantas histórias de luta, pois só quem é da cozinha sabe como é difícil essa vida, trocar dia pela noite, não ter mais finais de semana e nem festas de final de ano com a família, afinal, todos queremos ser bem servidos e comer bem, mas poucos reconhecem o sacrifício do pessoal que está nos bastidores

Representantes dos estados brasileiros no Prêmio Dólmã, 2021, em Belém do Pará – Crédito: Arquivo Pessoal

O que representou para você essa premiação e quais os planos para a gastronomia catarinense?

Foi muito bom poder receber este prêmio, depois de 27 anos de profissão, em um momento de pandemia e tantas incertezas, me sinto um privilegiado em poder desfrutar disso tudo, e sim, tenho muito mais orgulho em dizer que sou cozinheiro, e farei o meu melhor para representar o estado de Santa Catarina e dar mais visibilidade para tantos outros que também vivem nas sombras da gastronomia, principalmente em Florianópolis, uma cidade que vive de turismo e valoriza tão pouco “o cara aquele” que faz seu camarãozinho empanado que é cartão de visita das nossas praias no verão. Este foi o primeiro ano do Enchefs Santa Catarina como concurso, o Prêmio Dólmã já existe há 7 anos, é o Oscar da Gastronomia Brasileira, para nós é um concurso novo sim, mas que também abre novas portas para nossa profissão, espero poder contar com a ajuda de todos para que possamos levar a nossa gastronomia, que é tão rica, para todo o Brasil.

Para saber mais

Santa Catarina teve três representantes na final nacional, Pedro Rebollo e Rafael Mastella, finalistas da categoria profissionais, e Anderson Quevedo, indicado pela Embaixadora Catarinense Janete Borges.

A seleção estadual deverá acontecer novamente neste ano, as novidades podem ser acompanhadas pelo nosso blog ou pelo perfil oficial do Festival Enchefs SC no Instagram. Para saber mais sobre os embaixadores dos outros estados brasileiros, acesse o perfil do Prêmio Dólmã.

Também pode
te interessar:

Conheça os vencedores do Concurso Gastronômico Enchefs SC
Data: 28/06/2022 Tempo: 03min Categoria: Gastronomia

Conheça os vencedores do Concurso Gastronômico Enchefs SC

Festival Enchefs: conheça os vencedores em Santa Catarina A cozinha da Faculdade Senac Florianópolis foi o palco da

Festival Enchefs SC promove etapa estadual de Concurso Gastronômico
Data: 23/06/2022 Tempo: 04min Categoria: Gastronomia

Festival Enchefs SC promove etapa estadual de Concurso Gastronômico

Festival Enchefs SC promove etapa estadual no próximo dia 27, em Florianópolis Cinco finalistas regionais disputam

Vias e Rotas Gastronômicas em Florianópolis
Data: 13/06/2022 Tempo: 02min Categoria: Cidade Criativa

Vias e Rotas Gastronômicas em Florianópolis

Seminário “Vias e Rotas Gastronômicas: construindo atrativos em Florianópolis”O evento tem por objetivo