Data: 19/10/2021 Tempo: 03min de leitura Categoria: Cadeia Produtiva Visualizações: 91 visualizações
Por: Observatório da Gastronomia

Em atividade desde 1983, o apiário São Braz recebeu o Selo Arte para dois de seus produtos. Desta forma, está apto a comercializar o mel silvestre e o mel de melato de bracatinga, que produz em Lages, para todo Brasil. Estes são o 16º e o 17º produtos de Santa Catarina a receberem a distinção. 

Crédito: Apiário São Braz @melsaobraz

O empreendimento teve início com o senhor José Alceu Perão, que desde a infância tinha interesse na apicultura. O filho e sócio, Marcelo Perão, destaca que em sua trajetória a empresa familiar deu os passos necessários para aprimorar-se e abrir portas, como a busca pelos registros nos serviços de inspeção municipal, estadual e depois o Selo Arte. “Migramos da venda somente em Lages, para a venda em todo o Estado e agora podemos ampliar mercados, principalmente para o mel de melato de bracatinga, que é bastante procurado em São Paulo”, afirma Marcelo Perão.  

Crédito: Cidasc/Departamento Regional de Lages

Para o gestor do Departamento Regional da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Codasc) de Lages, Diego Medeiros Gindri, “a entrega do Selo Arte é o momento de materialização da missão da Cidasc: a preservação da sanidade, promoção da saúde pública e desenvolvimento sustentável”. Diversas ações da Cidasc colaboram para o bom desenvolvimento da apicultura, como o monitoramento das colmeias e da sanidade das abelhas e a fiscalização de insumos agrícolas, com a recente limitação ao uso de um agrotóxico prejudicial aos polinizadores. A inspeção sanitária é a etapa final deste processo, garantindo a segurança higiênico-sanitária para o consumo do mel.

Selo valoriza forma artesanal 

O Selo Arte foi criado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para valorizar o trabalho artesanal. Em Santa Catarina, a Cidasc é a responsável pela auditoria, comprovando que o produto atende aos requisitos, entre eles o de adotar técnicas tradicionais de produção. O outro aspecto observado é o sanitário, com as boas práticas agropecuárias e as boas práticas de fabricação. 

Crédito: Cidasc/Departamento Regional de Lages

Produtores de mel, de queijos e de produtos cárneos estão entre os que conquistaram o Selo Arte em Santa Catarina desde 2019. Tanto a Cidasc quanto a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca têm interesse na expansão do número de agroindústrias certificadas, pois o Selo Arte amplia as oportunidades de negócios e pode impactar positivamente os municípios. 

Fonte: Cidasc

Onde encontrar

Explorar o Mapa elaborado pelo Observatório da Gastronomia com as Indicações Geográficas e Selo Arte no estado de Santa Catarina para encontrar produtos e produtores catarinenses certificados, clique aqui.

Para saber mais

Selo Arte, Indicação de Procedência, Denominação de Origem – os selos de identificação de qualidade e origem dos produtos são ferramentas importantes na valorização de produtos tradicionais e agregação de valor. Objetivam a valorização do produto e a proteção da região e da comunidade produtora, preservam saberes e fazeres tradicionais e garantem um padrão de qualidade ao produto certificado.

O Mel de Melato de Bracatinga do Planalto Sul Brasileiro recebeu o selo de Denominação de Origem (DO), ou seja, são características que se devem ao meio geográfico, fatores naturais e humanos, particulares daquela região que possibilitam a produção – é o território (ou terroir, em francês).

Para conhecer as especificações técnicas do registro do Mel de Melato de Bracatinga do Planalto Sul do Brasileiro, acesse a Revista do INPI (a partir da página 13).

Em abril realizamos uma live com a pesquisadora Berenice Giehl Zanetti, do IFSC, que nos explicou as diferenças entre as certificações, o panorama catarinense e os desafios dos registros (disponível em nosso canal no Youtube):

Também pode
te interessar:

Gastronomia de Florianópolis, Cidade Criativa da Unesco,  é lançada em campanha nacional
Data: 25/11/2021 Tempo: 03min Categoria: Cidade Criativa

Gastronomia de Florianópolis, Cidade Criativa da Unesco, é lançada em campanha nacional

“Saboreie Florianópolis, a 1ª Cidade Criativa Unesco da Gastronomia” é o mote da campanha que já está circulando

Prêmio Dólmã abre votação para categoria estadual – participe!
Data: 24/11/2021 Tempo: 01min Categoria: Cadeia Produtiva

Prêmio Dólmã abre votação para categoria estadual – participe!

Está aberta a votação pela internet para a escolha do representante estadual ao Prêmio Dólmã 2021, a grande

Divulgada a lista de cidades chanceladas pela Unesco em Gastronomia
Data: 08/11/2021 Tempo: 02min Categoria: Cidade Criativa

Divulgada a lista de cidades chanceladas pela Unesco em Gastronomia

Em 2021, quarenta e nove cidades aderiram à Rede de Cidades Criativas Unesco (UCCN)  em um dos sete campos criativos