Data: 04/06/2020 Tempo: 02min de leitura Categoria: Institucional Visualizações: 183 visualizações
Por: Observatório da Gastronomia
Por Jessica Krieger/Pricilla Back
Assessoria de comunicação do Senac/SC – imprensa@sc.senac.br

Trabalhar em casa e ter o próprio negócio já era a realidade de muitos empreendedores. Com a pandemia e o isolamento social, esta modalidade acabou se transformando na  única opção para muitas pessoas – seja pela perda do emprego ou diminuição de salário, seja pela flexibilidade de horários ou para poder cuidar dos filhos. Pensando nisso, o Senac SC e o Observatório da Gastronomia criaram o projeto “Regionalidades que geram renda”: uma série de vídeos que trabalha com ingredientes regionais, para quem deseja empreender e complementar a renda ou simplesmente quer aprimorar as técnicas na cozinha.

“A intenção de fazer esses vídeos foi motivada pela necessidade de levar informação sobre preparo de produtos alimentícios e que sejam de fácil comercialização, buscando auxiliar pessoas que desejam empreender por meio da gastronomia.”, destaca Juliana Côco, coordenadora dos cursos de Gastronomia do Senac SC. As videoaulas, produzidas com professores da instituição, ensinam desde a inovação no uso do ingrediente até o preparo do alimento, além de noções de como empreender e dar os primeiros passos no negócio. Serão destacados também, a importância das boas práticas de higiene e segurança na manipulação de alimentos.

Ingredientes regionais

Além de estimular o empreendedorismo por meio da produção de alimentos, o projeto também valoriza os ingredientes regionais. As receitas utilizam insumos da estação e que são facilmente encontrados em Santa Catarina. “A importância de se trabalhar com produtos locais vai além das adversidades impostas pelo momento. Trabalhar com esses insumos possibilita encontrar preços mais baixos, com melhor qualidade, além de incentivar a agricultura sustentável e a economia local”, afirma Nathália Bernardinetti, responsável pelo Observatório da Gastronomia.

Ao todo são cinco receitas que utilizam como princípio a regionalidade, a sazonalidade e a produção em Santa Catarina. O primeiro vídeo da série, gravado com a chef Renata Tremea, apresenta um pão aromatizado com alfavaca (clique aqui), ingrediente muito utilizado no preparo de peixes e frutos do mar, mas que aqui ganha outro destaque. Os vídeos mostram que, com técnicas simples e alguns segredos culinários, é possível transformar receitas tradicionais em produtos com valor agregado e de fácil comercialização.

Os vídeos com o passo a passo de diversas receitas ensinadas por chefs e professores da instituição estão disponíveis no canal do Observatório da Gastronomia.

Confira o cronograma da websérie:

04/06 – Pão de Alfavaca – Renata Tremea

09/06 – Orientações para quem quer empreender em serviços de alimentação – Isaura Hammerschmitt Clemente

09/06 – Brigadeiro de Pinhão – Ana Paula Lang

16/06 – Geleia de Morango – Marília Valls

23/06 – Bem casado com calda de maracujá – Esmael Queiroz

30/06 – Empadão de frutos do mar –  Renata Tremea

Além das videoaulas e do material no blog do Observatório, o projeto também conta  lives com os chefs que produziram as receitas. Durante o bate papo ao vivo, os chefs vão discutir as possibilidades de uso dos ingredientes regionais abordados na websérie e tirar dúvidas sobre as receitas.
A primeira live será segunda-feira, 08/06, às 14h, sobre a Alfavaca, com a professora Renata Tremea, no Instagram do Observatório da Gastronomia.

Fonte: SENAC SC

Também pode
te interessar:

Seminário gastronômico abordará ‘Frutas e frutos da terra e de além-mar’ como tema
Data: 28/07/2021 Tempo: 01min Categoria: Evento

Seminário gastronômico abordará ‘Frutas e frutos da terra e de além-mar’ como tema

Realizado pelo Museu da Gastronomia Baiana (MGBA) do Senac Bahia, o Seminário da Gastronomia Baiana chega a sua 15ª

Sistemas alimentares urbanos: desafios e oportunidades
Data: 27/07/2021 Tempo: 03min Categoria: Opinião

Sistemas alimentares urbanos: desafios e oportunidades

Atualmente mais da metade da população mundial vive em áreas urbanas e até 2050 espera-se que essa fatia chegue a 75%

Mel de Melato de Bracatinga recebe Indicação Geográfica
Data: 22/07/2021 Tempo: 07min Categoria: Cadeia Produtiva

Mel de Melato de Bracatinga recebe Indicação Geográfica

Santa Catarina conquistou nesta terça-feira, 20, a Indicação Geográfica (IG) do Mel de Melato da Bracatinga na